Outros Eventos

SISTEMA ELÉTRICO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS 
Para celebrar a Semana da Pátria, foi montado um painel onde  respostas a
determinadas perguntas foram colocadas de forma a serem conferidas se estavam certas ou erradas, através de um sistema elétrico que acendia luz verde para as respostas corretas e vermelha para as erradas.

Album 02-024comp   Album 02-023comp

Um mapa grande do Brasil foi colocado no mural, tendo à sua esquerda perguntas sobre
temas nacionais, e à direita, uma lista de respostas certas e erradas a estas questões. Com uma espécie de caneta preparada para este fim, os alunos deviam escolher as respostas, para testarem seus conhecimentos.
Este sistema pode ser usado para todo tipo de perguntas, sobre diversos assuntos, pois sempre fará sucesso.
Como montar o sistemaem construção…

 

COMEMORAÇÃO DO DIA DO TRABALHO
Para festejar este dia, foi elaborado um painel em que se podia ler em diversos idiomas a frase : “O trabalho dignifica o homem”

Dia do trabalho 1 compForam procuradas diversas pessoas de diferentes nacionalidades, para conseguir um número significativo de traduções para esta frase . As frases foram colocadas no painel e numeradas. Num canto do mesmo, em letras pequenas, havia a informação de qual idioma havia sido usado para cada uma delas. Assim, as crianças e também os adultos podiam verificar se tinham acertado.

1-O TRABALHO DIGNIFICA O HOMEM

2-TRABAJO DIGNIFICA AL HOMBRE

3-WORK DIGNIFIES MAN

4-ARBEIT ADELT MANN

5-LE TRAVAIL ENNOBLIT L’HOMME

6-LAVORO NOBILITA L’UOMO

7-PRACA USLACHETNIA CZLOWIEKA

8-O trabalho dignifica o homem - 03

 

Respostas:
1-português
2-espanhol
3-inglês
4-alemão
5-francês
6-italiano
7-polonês
8-Árabe

 

O LIVRÃO MACHUCADO
Desejando pedir às crianças que cuidassem mais da conservação dos livros da biblioteca, foi construído um livro tamanho gigante, no qual uma pessoa adulta podia entrar para movimentá-lo.

Livrão - Cuida bem de mim 1 comp                        Livrão - Cuida bem de mim 2 comp

Com buracos para colocação dos braços, e orifícios pequenos para enxergar à frente, o livrão era vestido por uma funcionária da biblioteca, que andava pelo colégio, fazendo a campanha desejada.
Um curativo em forma de bandaid foi colado nas costas do Livrão. As vezes até os braços, pés e cabeça eram enrolados com ataduras. Um cartaz pedia “Cuidem melhor dos livros!”
O sucesso foi grande, e este Livrão depois foi utilizado também para dramatizações e outras campanhas.
Obs.: Uma vez, enquanto eu estava vestida de Livrão, tive que atender a um telefonema urgente e… não conseguia parar de rir, pois o telefone precisou ser passado pelo buraco lateral dos braços… mas ao explicar o motivo de estar rindo, ficou pior: “é porque estou dentro de um livro…”
Veja Como fazer o Livrão:

 

CASINHA DE LEITURAS RÁPIDAS
Duas casinhas percorriam as salas de aula, e uma permanecia na biblioteca. Após algum tempo, eram trocadas.

Casinha de leituras rápidas 1 comp

A parte de trás da casinha era aberta, para poderem pegar os cartões com piadas, curiosidades e historinhas curtas.

Estes textos eram colados em cartões resistentes e recobertos de plástico para melhor conservação, uma vez que eram destinados a serem muito manuseados.

 

TRENZINHO DE RESERVA DE LIVROS
O aluno podia usar este serviço para Trenzinho de reservas de livros1 compreservar por três dias úteis algum livro que desejasse ler, contanto que não fosse um daqueles muito procurados pelos leitores.

Cada livro reservado era colocado em um dos vagões (2ª, 3ª, 4ª, 5ª ou 6ª feira) com o nome e série da criança e a data do término da reserva (em um papel preso por um clips). A criança podia retirá-lo antes se assim o desejasse.

 

SÍTIO MINIATURA (Dia do Meio Ambiente)

Por ocasião do dia do Meio Sítio na Biblioteca005ambiente, foi montado um mini-sítio na parte de trás de uma estante que foi deitada no chão.

Gramas, cerquinhas, casa, animais em miniatura, “plantações”, poço com baldinho que as crianças usavam para molhar a plantação diariamente.

Sítio na biblioteca002 comp

Como a festa junina ocorria logo a seguir em um dos anos aproveitamos e enfeitamos com decoração junina para motivar as crianças a participarem da festa.

 

 

BOLA NO BONECO
Para celebrar a chegada do inverno, foi realizada esta brincadeira, em que as crianças deveriam tentar acertar uma bola de meia na boca de um boneco de neve.

Bola no boneco001Para poder participar, os alunos deveriam já ter devolvido os livros da biblioteca, afim de que pudessem ser arrumados durante as férias. Esta necessidade acontecia, pois muitos livros se deterioravam pelo intenso manuseio.

O boneco de neve foi feito com fibra, e colado em uma caixa de papelão, onde as bolas eram recolhidas, caso eles acertassem na pontaria. Cada criança podia tentar acertar com três bolas de meia que eram colocadas à sua disposição.

Bolas de meia foram utilizadas muitas vezes em nossas atividades lúdicas da biblioteca. Às vezes, serviam como prêmio, e eram bem apreciadas. Também ensinávamos as crianças a fazê-las com meias velhas, mostrando que brinquedos não precisam ser industrializados e caros para divertir.

Veja aqui Como fazer bolas de meia.

 

PESCARIA
Atividade lúdica de incentivo à devolução dos livros para serem consertados, ao final dos semestres. Dentro da bacia, colocávamos areia (ou arroz cru) e alguns barbantes com uma, duas ou três bolinhas amarradas na ponta, que eram enterradas nesta mesma areia.

Pescaria001 comp

Conforme o que fosse “pescado” pela criança, ela teria direito de receber um pequeno prêmio. Somente poderia pescar a criança que já tivesse devolvido o livro.Era marcado um sinal em sua carteirinha, para que só pescasse uma vez. Desta forma era controlada a atividade e se conseguia a quase total devolução dos livros para conserto.

 

O FILHO PERGUNTA, E A MÃE RESPONDE

Este mural interativo foi simples de realizar e agradou bastante, pois permitia às crianças perguntarem a uma mãe simbólica o que nem sempre teriam coragem de perguntar para sua própria mãe.Filho perguntando p mãe001 comp

As crianças utilizavam este mural em duplas, geralmente auxiliadas por algum amigo.

Foram organizadas diversas perguntas que uma criança poderia fazer à sua mãe, com assuntos bem interessantes, e várias respostas possíveis para cada uma delas. As perguntas ficavam penduradas no mural ao lado do desenho do perfil do filho e a caixa de respostas, especialmente preparada para a atividade, foi colocada no lado do mural em que estava o perfil da mãe.

Nesta atividade as crianças podiam escolher as perguntas que desejavam fazer, mas  as respostas deviam ser retiradas sem serem escolhidas, ou seja: devia-se retirar sempre a que se apresentava por cima da pilha de cartões. No entanto, para que não se misturassem os assuntos, as perguntas e respostas tinham nelas marcados números (o que deve ser fielmente obedecido, senão as respostas não terão nexo).

Ex.: Perguntas do assunto 1 só devem ser respondidas com respostas do assunto 1, as do assunto 2 com as respostas do assunto 2, e assim por diante, dependendo do número de assuntos abrangidos pela atividade.

No mural foi escrita desta forma a explicação de como participar:

Perguntas:
Escolha a pergunta que o menino fará para sua mãe, e pendure-a no balão dele.
Respostas
Pegue, sem escolher, uma das respostas da caixa (com o número igual ao da pergunta), e pendure-a no balão da mãe.

Veja aqui sugestões de perguntas e respostas.

 

QUANTO TEMPO DURAM OS MATERIAIS JOGADOS NA NATUREZA?
Para que ficasse bem clara a necessidade de reciclarmos os materiais para que a natureza possa ser preservada, um mural explicativo foi montado na biblioteca, em uma época em que não era ainda muito falado sobre isso na mídia.Dia do meio ambiente001 comp

Alguns exemplos foram colocados no mural, em que também celebrávamos  o Dia do Meio Ambiente (5 de Junho)

O colégio foi sempre propagador destas ideias, incutindo nos alunos que o futuro do planeta depende destes nossos cuidados.

Tempo de Degradação de diverso materiais:
Aço – mais de 100 anos
Alumínio – 200 a 500 anos
Cerâmica – indeterminado
Chichetes – 5 anos
Corda de nylon – 30 anos
Embalagens Longa Vida – até 100 anos (contém alumínio)
Esponjas –  indeterminado
Filtros de cigarros – 5 anos
Isopor – indeterminado
Louças – indeterminado
Luvas de borracha – indeterminado
Metais (componentes de equipamentos) – cerca de 450 anos
Papel e papelão – cerca de 6 meses
Plásticos (embalagens, equipamentos) – até 450 anos
Pneus – indeterminado
Sacos e sacolas plásticas – mais de 100 anos
Vidros – indeterminado

 

MURAL DA PRIMAVERA
Para celebrar o início da nova estação, foram recortadas várias fotos de flores.

 

Depois, elas foram colocadas noAlbum 02-001comp mural, presas só na parte de cima, afim de que pudessem ser levantadas para possibilitar ler frases bonitas escritas no verso das mesmas.

A curiosidade fazia com que tanto adultos, como crianças. quisessem sempre ler mais frases, a cada dia, como se fossem mensagens direcionadas a eles, pessoalmente.
Aqui, algumas sugestões de frases:

– “A melhor maneira de ser feliz é contribuir para a felicidade dos outros”. (Confúcio)

– “Nada é difícil de realizar se for dividido em pequenas partes”. (Henry Ford)

– “Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?” (Anônimo)

– “O primeiro passo para conseguirmos o que queremos na vida é decidirmos o que queremos”. (Ben Stein)

– “Cometer injustiças é pior que sofrê-las”. (Platão)

– “Quem quer fazer algo encontra um meio. Quem não quer fazer nada arranja desculpas”. (Provérbio Árabe)

– “Apenas é digno da liberdade quem a sabe conquistar”. (Charles Chaplin)

– “Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre”. (Charles Chaplin)

– “Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e bem feito”. (Pitágoras)

 

ELEIÇÕES
Para que os alunos entendessem como funcionam as eleições no país, aproveitou-se a ocasião da escolha do presidente da República para mostrar simbolicamente a eles como ocorrem as campanhas  e as votações em primeiro e segundo turno.

Eleição 1 comp

Os “candidatos” eram a Rosa, o Cravo, a Orquídea entre outros, que receberam cartazes de propaganda pelo colégio todo, e principalmente, na biblioteca.Uma urna foi colocada num canto da biblioteca, para colocarem os votos. O Título de Eleitor era a própria carteirinha de empréstimo de livros, onde era marcado com um sinal quem já havia votado, pois não poderia acontecer que alguém votasse mais de uma vez. Era bem frisado que a honestidade é necessária em uma eleição, para que vença quem realmente o povo deseja. Foi explicado que se não fosse alcançada a maioria simples isto é, se nenhum dos candidatos obtivesse mais da metade dos votos, a votação seguiria para o segundo turno.

Foi o que aconteceu, e então os dois primeiros colocados, o Cravo e a Rosa disputaram novamente, tendo vencido a Rosa.

 

DIA DE SÃO FRANCISCO
Afim de celebrar as virtudes deste santo que é padroeiro dos animais e dos cuidados com a natureza (além de ser também padroeiro da Congregação das irmãs que dirigem o colégio em que funciona esta biblioteca), foi montado um painel ao lado de um manequim que o representava.

No mural, foram colocadas faixas de papel com as conhecidas virtudes de São Francisco.

Album 02-009 2 comp

O manequim, que havia sido doado para a biblioteca por uma loja cujos donos tinham filhos estudando no colégio, foi vestido com as roupas emprestadas por um padre franciscano.

Para ilustrar como o santo era amigo dos animais, foi colocada em sua mão uma pombinha feita em “papier maché”, uma técnica muito interessante.

Veja como fazer em (link recomendado)http://www.youtube.com/watch?v=H5Y4-MK1TIY

 

UMA HISTÓRIA COLETIVA
Foi lançado um desafio às crianças:
“Vamos escrever coletivamente uma história, em que cada um contribui com uma frase, a qual tem que fazer sentido na continuação da mesma. Espera-se que o resultado seja uma boa história, com começo, meio e fim.”
As frases eram colocadas no mural, e depois, quando a história foi ficando muito extensa, passou-se a colar uma frase na outra, e a enrolá-la como se fosse um papiro.
Depois, foi organizada a história de outra forma, para poder ser lida de maneira mais fácil. Mas tenho que reconhecer que a história ficou meio sem pé nem cabeça..
Era muito autor para uma história só! Poderá funcionar bem com uma turma menor.

 

LIVRO PREMIADO
Esta atividade é bem simples de ser Livro premiado001 comporganizada, e sempre teve boa aceitação entre os alunos que frequentavam a biblioteca. Na semana do Dia Nacional do Livro ( 29 de outubro) a cada dia eram  escolhidos  dez livros para serem  os premiados. Os livros continuavam em seus próprios lugares, mas seus títulos e números de referencia eram anotados em uma lista secreta que ficava com a pessoa  encarregada de realizar os  empréstimos para os  leitores.

A escolha  dos livros era orientada  no sentido de valorizar aqueles que não constavam entre os preferidos, mas que também continham histórias interessantes. Desta forma,  outros  escritores com estilos diferentes eram conhecidos, surpreendendo  os nossos leitores com a novidade.

A criança escolhia normalmente o seu livro e o trazia para ser marcado em sua carteirinha. A bibliotecária verificava se ele constava da lista dos livros premiados daquele dia. Caso positivo a criança “pescava” em uma caixa preparada para este fim, para descobrir qual tipo de premio ela tinha ganho.

 

Detalhes para que esta atividade funcione bem:
1) a cada dia  desta Semana a lista dos Livros Premiados deve ser trocada antes da biblioteca abrir.
2) o segredo dos títulos deve ser severamente mantido.
3) os livros devem estar na biblioteca à disposição do empréstimo no mesmo dia em que são selecionados.
4) a pessoa que desempenhar esta função de escolher os livros premiados, deve conhecer bem o acervo da biblioteca.
5) os livros desta lista tem que ser  interessantes, já que um dos objetivos desta atividade é despertar o gosto pela leitura.
6) deve ser feita uma boa divulgação do que acontece nesta atividade.
7) o usuário que escolher algum dos livros premiados tem direito a receber um dos pequenos prêmios.
8) Na hora de efetuar o empréstimo do livro, a funcionária deve consultar a lista para verificar se o mesmo é um dos premiados daquele dia, e então entregar um dos prêmios junto com o livro, ao leitor.

Obs.: O dia 29 de Outubro foi escolhido para comemorar o DIA NACIONAL DO LIVRO porque esta foi a data em que D. João VI transferiu a Real Biblioteca Portuguesa para o Brasil, no ano de 1810, tendo então  sido fundada a Biblioteca Nacional.

 

ONDE ESTÁ  IRMÃ WALBURGA? (diretora do colégio na época)
Com inspiração na série do livro “Onde está Wally”, uma das preferidas dos nossos leitores, foi montado um engraçado painel logo na entrada da biblioteca, durante o mês de outubro, em que se comemora o Dia da Criança e também o Dia do Professor. Para quem conhece o referido livro, dá para imaginar a animada brincadeira de procurar a pequena foto da diretora da escola entre centenas de outras coladas bem juntinhas, o que torna bastante difícil o encontro do que se pede. As fotos usadas foram aquelas que sobraram das carteirinhas da biblioteca (de crianças que já haviam saído do colégio, sem lembrarem  de pegá-las). Ninguém criativo joga fora um tesouro destes…

 

E desta forma, a diversão era dupla,Jpeg pois além de procurar onde estava a foto da diretora, as crianças (e também os adultos) achavam fotos de outras  pessoas que conheciam, às vezes até de parentes…

 

Irmã Walburga compactado

Podem também ser usadas neste tipo de painel fotos recortadas de revistas, misturadas com fotos dos alunos ou de parentes, se este trabalho for executado em  família. Pode ser um interessante presente para alguém, ou uma divertida ideia para uma festa.

Aqui mostramos um destes painéis feitos na família, pois não temos fotos do realizado no colégio.

 

 

 

CONVERSA COM O FUNDADOR DA NOSSA CIDADEdias_velho

Por ocasião do aniversário de Florianópolis (dia 23 de Março) foi  colocada a figura em tamanho natural de Francisco Dias Velho bem na entrada da Biblioteca, com a seguinte pergunta aos alunos do colégio:

“O que você acha que Dias Velho diria se pudesse voltar e ver a cidade que ele fundou como ela é agora?

Cartazes com o desenho da figura de Dias Velho foram espalhadas  pelo colégio e faziam a mesma proposta, acrescentando:

” Vá à biblioteca e escreva a sua opinião. Haverá sorteio de prêmios entre os participantes”
Folhas de papel e lápis foram colocados à disposição para escreverem.Aniversário Florianópolis001 comp Fotos antigas e atuais da cidade ficaram expostas durante todo o período da atividade, que despertou bastante interesse e mostrou que muitos estavam achando que ele ia ficar bem admirado com o progresso que havia acontecido. Hoje em dia (2014) talvez a maioria iria pensar que ele não teria gostado da poluição das praias e engarrafamentos que acontecem  atualmente…
Como foi feita a figura do fundador:
A motivação foi feita através de um boneco vestido como Dias Velho, em tamanho natural. Uma placa grande de papelão foi usada como base, foi desenhado o rosto, e com auxílio de manta acrílica foi dado volume ao corpo, que depois foi vestido com roupas e  botas de adulto, o mais próximo  possível de uma caracterização de época, complementada com papel crepom nos detalhes.

 

BONECOS CABELUDOS 
Para que a biblioteca fosse sempre atraente, não poupávamos esforços, e vários detalhes sempre a enfeitavam.

Vasos 1 compUma novidade que agradou foram cabeças de bonecos feitas de frascos de plástico cortados, cheios de terra boa e plantados com alpiste, para que sem demora passassem da condição de carecas para a de cabeludos…

Detalhes como estes prendiam a atenção das crianças, que muitas vezes queriam repetir a experiência em casa.

 

BONECOS CABELUDOS (Dia do Índio)
Aproveitando a ideia dos Bonecos cabeludos, foi feita uma
homenagem ao Dia do Índio, em que Vasos no dia do indio002 compreivindicações deles estavam escritas em “folhas de bananeira”.

Os vasos foram feitos com garrafas plásticas transparentes e os cocares com penas verdadeiras de pássaros.

 

JOGO DOS BICHOS
Diversos cartões, cada um com a DSC00632 compfigura de um animal, de um lado e perguntas sobre o livro que a criança leu, do outro. O principal objetivo deste jogo é verificar se a criança compreendeu a história do livro que leu.

Esta é uma atividade fácil de ser realizada, e que ajuda a criança a tentar ter uma boa interpretação dos textos e sentir mais atração pela leitura.

Exemplos de perguntas:
– Você gostou do final desta história? E se tivesse acontecido o contrário?
– Existiu algum animal nesta história que teve um papel muito importante nela? Você pode imaginar outro animal bem diferente sendo este mesmo personagem?
– Se você colocasse o seu animal preferido no meio desta história, iria causar muita confusão?
– Conte o fim desta história e tente imaginar uma continuação interessante.
– Imagine o animal que aparece no outro lado deste cartão fazendo parte desta história, seria engraçado, triste ou terrível?

 

CAIXA DE SURPRESASDSC00605 comp

Esta é uma variação do Jogo dos Bichos, com os mesmos objetivos. Os cartões contendo perguntas sobre o livro lido ficam colocadas dentro de uma bela caixa, de onde são retiradas  através de um orifício superior. Cada cartão é amarrado com um cordão que tem a ponta saindo  deste orifício.DSC00675 comp

 

A curiosidade leva as crianças a tentar até mais de uma pergunta, favorecendo assim atingir o que se deseja com a atividade.

 

 

 

 

JOGO DAS FLORES
Mais uma variação para o Jogo dos Bichos: A criança escolhia uma das flores artificiais que estavam no vaso ao lado da bibliotecária, na hora em que ia trocar seu livro lido por outro. Viva a primavera001 compCada flor tinha um número, que remetia às barras douradas onde estavam escritas  perguntas sobre o livro lido que deveriam ser respondidas corretamente, para poderem ganhar algum pequeno prêmio. A cada dia eram trocados os números das flores ou as perguntas, para que não conseguissem manipular os resultados.

 

Algumas sugestões de perguntas sobre os livros lidos:

1) Quantas páginas tem este livro que você leu? Abra na página do meio dele e procure se tem alguma frase que fale de flores.

2) Se um dos personagens do livro que você leu ganhasse uma carroça cheia de flores de presente, poderia mudar bastante a história?

3) Como você poderia mudar o fim da história deste livro que acabou de ler?

4) Se você pudesse fazer um filme com a história de um livro desta biblioteca, que você já tenha lido, qual seria?

5) Qual personagem de livro desta biblioteca que você admira e gostaria de fazer uma visita a ele, se fosse possível ?

 

POÇO DE IDEIAS 
Para passar mensagens positivas aos visitantes da DSC00899 compbiblioteca, construímos um poço com caixas de papelão, em um modelo parecido com os usados nas ilustrações de histórias infantis, bem gracioso. Dentro dele, colocamos diversos  bilhetinhos em que se escreveram sugestões de atividades interessantes que as pessoas podem fazer, para se animarem, e tornarem-se mais felizes.

Cada bilhetinho tinha uma argolinha de metal presa nele. A maneira de usar o “poço de ideias” era pescar os bilhetinhos com um anzol que tinha um imã na ponta.

Depois, era começar a praticar a mensagem recebida…

Clique aqui para ver algumas Sugestões de frases.

 

VITRINE PARA EXPOSIÇÕES
A necessidade nos impulsiona a buscar soluções criativas.

Exposição folclórica001

Precisávamos de um lugar para exposição, então foram viradas duas estantes baixas, como se vê na foto (poderia ter sido uma grande) que foram cobertas com papel colorido, abrindo um ótimo espaço para expor.

Uma das ocasiões foi para expor objetos folclóricos, e na outra, brinquedos que solicitamos aos pais que criassem com a ajuda de seus filhos, festejando o Dia da Criança.

 

19 DE MARÇO – DIA DE SÃO JOSÉ
Marcenaria de São José:
Para festejar o dia do padroeiro das Irmãs Franciscanas de São José que dirigem o colégio onde funciona esta biblioteca, ali foi montada uma marcenaria simbólica , em homenagem a ele.

No mural, colocou-se uma pequena estante em que iriam ser expostas pequenas peças de mobília que as crianças montariam.

Oficina de São José 2 comp

Estas peças eram recortadas em papelão, e podiam ser encaixadas para montar pequenas cadeiras, berços e mesas.

Ao chegar à biblioteca para trocar seu livro emprestado, cada criança que quisesse participar da brincadeira, puxava a ponta de um dos muitos cordões que estavam enterrados em um baú cheio de serragem. Se neste cordão viesse amarrado um pequeno serrote, ele poderia montar uma cadeirinha, e expor no mural. Se fosse um martelo, poderia montar uma mesa. Se fosse uma estrelinha, montaria o berço do Menino Jesus. E se fosse um abacaxi, não montaria nada. E ali haviam muitos abacaxis, para que só poucas crianças fossem fazer a atividade, pois o tempo não era suficiente para que todas a pudessem fazer.

No fim do dia, desmanchavam-se os móveis, para ter espaço para os do dia seguinte. Claro que isto era feito com as portas fechadas, para ninguém ver…

 

Ajude São José:
Para festejar o mesmo dia em outro ano foi montado um mural interativo onde as
crianças eram convidadas a ajudar São José a terminar mais rápido seu trabalho para que ele pudesse ir brincar com o menino Jesus que estava ansioso por isto.Site maio 2015 002

A interação se fazia através do movimento do braço de São José que as crianças acionavam para “bater” o martelo no prego, sob o olhar do menino Jesus espiando por trás da mesa.

Site maio 2015 003

DIA DO MÉDICO
Procurando fazer com que os alunos deste colégio lembrassem  de ser gratos a estes profissionais que sempre cuidavam tão bem deles e de suas famílias, foi montado num cantinho da  biblioteca um “mini consultório”, durante uma semana, por volta do dia 18 de outubro em que é celebrado o Dia do Médico .
Ali uma criança fazia o papel deste profissional, vestido com jaleco branco, estetoscópio ao pescoço, sentado diante de uma pequena mesa com livros de medicina e blocos de receituário. Com uma caneta na mão, conversava com o “paciente” que se apresentava, e depois lhe passava uma prescrição médica, assinando seu nome em um dos papeis previamente preparados para tal fim.
Estes papeis continham diferentes conselhos sobre cuidados que se deve ter para conservar a saúde e evitar doenças. A atividade foi bem interessante, e acreditamos que também foi útil.
Exemplo:
“Você pode evitar diversas doenças se sempre lavar bem as mãos antes das refeições”
“Mastigue bem os alimentos, e coma frutas e verduras todos os dias”.
Alunos que estudavam em períodos opostos (para que não faltassem às aulas) durante uma semana, desempenhavam este papel, sendo sempre uma criança diferente a cada vez.

 

FESTIVAL DE INVERNO
Para comemorar a mudança de estação e realizar mais uma
Album 02-019compatividade para atração dos pequenos leitores à biblioteca, foi armada uma “pista de esqui” na frente do nosso mural.Em cima de uma base segura, colocamos metros e metros de fibra branca, para simular a neve. E espalhamos diversos pinheirinhos verdes, para servirem de obstáculo à descida dos “esportistas”. Estes esportistas eram bonecos feitos de maneira especial, em que seu formato possibilitava que virassem cambalhotas, de maneira muito divertida.

 

Não era possível que todas as criançasNeve na Biblioteca 002 comp participassem à vontade nesta atividade, pela exiguidade do tempo. Então o problema foi resolvido da seguinte forma: quando vinham à biblioteca para trocar seu livro emprestado, podiam puxar a ponta de um dos cordões que haviam sido colocados em um pequeno baú. Se saísse a figura de um boneco, tinham o direito de participar da atividade uma vez. Se saísse a de um urso, podiam participar duas vezes em seguida. Se saísse a figura de um pinheirinho, não podiam participar. E haviam mais figuras de pinheirinhos do que das outras.

Recebiam um ou dois bonecos, conforme o resultado do sorteio, e o colocavam no alto da pista, para que ele chegasse, dando cambalhotas até na parte de baixo, sem bater em nenhum obstáculo. Era permitido um ensaio antes, para que a criança não ficasse frustrada se não acertasse manejar o bonequinho. Se conseguisse evitar os obstáculos, ganhava um pequeno prêmio, como, por exemplo, uma bala, ou figurinha.

 

PÁSCOA-RESSURREIÇÃO DE JESUS
Por ocasião da Páscoa, foi montado um mural interativo bem interessante, em que se
Comemoração da Páscoa001 compprocurou demonstrar o significado de alguns símbolos pascais, como o coelho e o ovo.

 

A parte principal mostrava uma cavidade na rocha, que seria o túmulo de Jesus, e de onde as crianças podiam fazer “acontecer “a sua ressurreição.

 

 

Comemoração da Páscoa002 compComparando a saída de Jesus do túmulo, mostrava-se a um canto o aparecimento do coelho saindo de sua toca (é o primeiro animal que o faz, no começo da primavera).

 

Em outra parte do mural, as crianças podiam movimentar um pintinho nascendo da
casca do ovo, o que faz com que o ovo também apareça em destaque como símbolo pascal.
Levantando a casca do ovo.

Levantando a casca do ovo.

 

Tirando o pintinho de dentro da casca do ovo.

Tirando o pintinho de dentro da casca do ovo.

As bibliotecárias administravam a atividade com uma estratégia que permitia participação a quem conseguisse “pescar” um dos  desenhos  em forma de ovo ou de coelho, que se encontravam mergulhados em um pequeno pote cheio de areia, com os fios que o
s amarravam para fora. Isso era feito na hora em que trocavam os livros, e era necessário que fosse assim para moderar a participação. Sem controle, a atividade poderia prejudicar em vez de ser benéfica.

 

O QUE PODEMOS FAZER PARA MELHORAR O BRASIL?
Um grande mapa do Brasil, em forma de caixa, recolhia as sugestões das crianças, através de um orifício em formato de coração, feito bem no centro do mapa.DSC00636 comp

O mapa foi colocado num mural bem na entrada da biblioteca. Papeis e lápis foram deixados à disposição dos alunos. Cartazes espalhados pelo colégio faziam a pergunta e direcionavam as crianças à biblioteca para  responde-la, durante a  Semana da Pátria.

Depois, estas sugestões foram organizadas em forma de caderninhos colocados à disposição de quem os quisesse ler, no Canto da Leitura e nas Casinhas de Leituras Rápidas existentes (uma na biblioteca e outras que percorriam as salas de aula).

 

OLHANDO O CÉU
Um canto da biblioteca foi fechado, de tal forma que as crianças podiam olhar através de uma “luneta” e apreciar planetas, estrelas e frases de incentivo à leitura.
Foram organizados e pendurados com finos fios de nylon diversos tamanhos de bolinhas de isopor pintadas como se fossem planetas, nas devidas proporções, e colocadas nas posições corretas como estão no nosso sistema solar.
Inúmeras estrelinhas  (estas, no formato que se costuma representa-las) completavam o cenário, suavemente iluminado de forma a tornar agradável  a cena. Cometas carregavam em suas caudas mensagens de incentivo à leitura.
Crianças se encantam com novidades, e a curiosidade de olhar através daquela “luneta” bastou para que não se cansassem  de” observar o céu”.

 

QUAIS CAPITAIS DOS ESTADOS DO BRASIL VOCÊ JÁ CONHECE?O Brasil que os alunos conhecem001

Com o objetivo de mostrar como é grande e bonito o nosso país, e que o turismo favorece conhece-lo melhor, esta atividade despertou a curiosidade dos que vinham à biblioteca, pois eram convidados a marcar seu nome nas capitais que já haviam visitado.

Ao mesmo tempo, se pedia que trouxessem fotos ou recortes de revistas sobre estas cidades. Este material ia sendo organizado pelas bibliotecárias, e deixado à disposição de quem quisesse  saber mais sobre o assunto. Ao final, diversos “álbuns” de diversas capitais passaram a fazer parte do material disponibilizado no Cantinho da Leitura.

A colaboração nesta atividade era incentivada por meio da promessa de um prêmio queO Brasil que os alunos conhecem002
seria sorteado entre todos os que dela participassem. Ao final do tempo previsto para o desenvolvimento dos trabalhos, foi feito o sorteio prometido, e entregue à criança
vencedora uma malinha miniatura (feita de uma caixa de papelão) cheia de chocolates e balas. A malinha tinha nela colados aqueles costumeiros nomes de países e cidades, para que parecesse uma miniatura de mala de alguém que tivesse viajado muito.

 

Material necessário para esta atividade:
– Um grande mapa do Brasil,
– Alfinetes marcando suas capitais
– Fios levando a pequenos papeis  com o nome do Estado e de sua capital
– Canetas amarradas no mural, para que as crianças pudessem marcar seus nomes nos papeis das capitais que já tinham visitado.

 

Não se esqueça de conferir também DIA DOS PROFESSORES, DIA DAS CRIANÇAS, DIA DO FOLCLORECONCURSOS LITERÁRIOS e
BIBLIOTECA MAIS ATRATIVA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *